Receba nossas newsletters:

UM CANAL COM MATÉRIAS E CONTEÚDOS
EXCLUSIVOS SOBRE O MUNDO CORPORATIVO.
PARA CONSTRUIR A SUA LIDERANÇA.

Compartilhe:
icone facebook icone e-mail
O papel estratégico do consultor interno de recursos humanos
PUBLICADO EM: segunda-feira, 4 de fevereiro de 2019
RECURSOS HUMANOS

O PAPEL ESTRATÉGICO DO CONSULTOR INTERNO DE RECURSOS HUMANOS

O curso mais procurado da Escola de Recursos Humanos e um dos mais bem avaliados da Integração é a Formação em Consultoria Interna de RH - Tornando sua Ação Estratégica com o Business Partner, que já tem seu calendário para este ano. Serão sete edições, a primeira delas entre 19 e 22 de fevereiro. Uma das consultoras responsáveis pelo curso é Lucimar Delarolli, que explica ao Na Íntegra alguns aspectos da consultoria interna de RH. 

Como podemos resumir o conceito de modelo de consultoria interna?

O modelo de consultoria interna surgiu no final dos anos 90, com o autor Dave Ulrich em seu livro Os Campeões de Recursos Humanos, e vem na esteira das incríveis mudanças pós-era digital. Com os negócios globais e a aceleração da tecnologia, ficou impossível que a gestão de pessoas continuasse a responder às necessidades de negócio com a mesma estrutura e função que tinha até então. Criou-se a figura do consultor interno de RH, que tem o duplo papel de assessorar e garantir o alcance dos objetivos estratégicos do negócio (atuando como business partner). Isso sem prescindir do desenvolvimento e da consolidação da cultura organizacional, do modelo de liderança e do adequado ambiente humano para que os colaboradores possam inovar (atuando como gestor do capital humano). Ele é a interface entre as áreas de negócio e os especialistas em políticas e processos de gestão de pessoas, desempenhando um importante, imprescindível e estratégico papel no negócio de qualquer organização que deseje tornar-se competitiva nesse novo cenário mundial. 

Qual o perfil e as competências necessárias para atuar como consultor interno de RH organizacional? É possível desenvolvê-los?

Não só é possível como vital desenvolver as competências estratégicas para atuação no papel de business partner nas organizações. No Brasil, apesar de haver uma variedade muito grande de formas de atuação, tamanhos e estratégias de negócios, as competências sempre passarão por três eixos importantes: estratégicas do core business, de liderança e gestão e, por fim, técnicas sobre especificidades da gestão de pessoas que assegurem políticas e processos eficazes para fazer frente aos intentos das organizações.

Quais os pilares que estruturam o RH Estratégico?

São eles: 

  1. Os produtos de RH com a atuação dos especialistas nos diferentes subsistemas, desenvolvendo respostas às demandas dos colaboradores, da legislação trabalhista e da sustentabilidade do negócio; 
  2. A operação do RH com os centros de serviços compartilhados;
  3. O DNA da liderança, que define o modelo de atuação da gestão, fortalecendo a cultura, os valores e os intentos estratégicos da organização.

Como é a atuação de um parceiro de negócios na prática?

É uma atuação focada no negócio, que assegure os objetivos estratégicos, sem prescindir do correto ambiente humano de desenvolvimento (clima, cultura e modelo de gestão). Ela se dará também por meio da atuação direta com os gestores, preparando-os para assegurar a cultura e os valores da empresa.

Saiba detalhes sobre o curso Formação em Consultoria Interna de RH - Tornando sua Ação Estratégica com o Business Partner clicando aqui.

Para tirar suas dúvidas e fazer sua inscrição, fale com nossa Equipe de Relacionamento pelo telefone (11) 3046-7878 ou pelo e-mail atendimento@integracao.com.br.

Comentários: