Receba nossas newsletters:

UM CANAL COM MATÉRIAS E CONTEÚDOS
EXCLUSIVOS SOBRE O MUNDO CORPORATIVO.
PARA CONSTRUIR A SUA LIDERANÇA.

Compartilhe:
icone facebook icone e-mail
O tempo. Modo de usar.
PUBLICADO EM: quinta-feira, 5 de março de 2015
SECRETARIADO

O TEMPO. MODO DE USAR.

 
Toda semana tomamos um pouco do seu tempo aqui no blog. Então hoje decidimos falar exatamente disso: como usar as horas do dia a seu favor. Convidamos a Coach Bete D´Elia, da Integração Escola de Negócios, para nos contar toda a sua experiência sobre o assunto. Garantimos que em 5 minutos você lê tudo!
 
" O tempo é um tema rico, inesgotável. Por mais que já conheçamos o seu percurso, ele nos surpreende, colocando-nos na posição de eternos aprendizes. Nos dias atuais, em que a maioria das pessoas se sente pressionada a fazer cada vez mais, sempre com rapidez e perfeição, é normal nos sentirmos impotentes em relação ao desafio de administrá-lo, e ainda manter a qualidade. A pergunta que não quer calar e que nos cobra ininterruptamente: É possível reverter esse quadro e assumir uma relação saudável com o tempo? Claro que sim! Há luz no fim desse túnel! Comece pela mudança de crenças e pela escolha de novos hábitos.
 
Como exercitar essa metamorfose? A primeira atitude é aceitar de corpo e alma o presente diário que a vida nos dá: 24 horas - 1440 minutos. A segunda é tomar posse, afirmando com convicção: "Tenho tempo". Repita agora mesmo: "Tenho tempo". Percebeu o bem-estar interno?
 
Assim você substitui a ansiedade gerada pelo antigo mantra "Não tenho tempo" e incorpora a saudável sensação de ter essa matéria-prima, vital para a qualidade de vida pessoal e profissional. Se o seu diálogo interno estiver cobrando a próxima etapa, relaxe. Fique feliz, porque 50% do novo caminho já foi percorrido.
 
Comemore essa conquista e recarregue a bateria para as próximas lições. Como fazer bom uso dos seus 1440 minutos?
Delete a expectativa de receber uma receita ou um manual com o modus operandi. Você vai fazer o seu, customizado e sob-medida. Antes de pensar em como dar conta das suas inúmeras atividades profissionais, priorize a identificação dos papéis que você  desempenha e que considera importantes na sua vida: pessoal, profissional, familiar (filho, filha, mãe, pai, marido, mulher), cidadão, etc.
 
Lembre-se de que é necessário nutrir, com dedicação e tempo, o que consideramos vital. Em cada um dos nossos papéis  coexistem as atividades urgentes e importantes. O relógio e a bússola podem nos ajudar a classificá-las nessas categorias.
O relógio nos remete a prazo. Logo, ele sinaliza o que é urgente.
Já a bússola caracteriza a direção, o caminho, os objetivos. Define o que é importante.
 
Voltemos ao dilema: como conciliar o urgente e o importante nos 1440 minutos diários? A tirania do urgente nos obriga a priorizá-lo. Porém, é necessário reservar uma parte desses minutos para o que é importante. Só o que é importante muda o resultado, inclusive o planejamento adequado para que haja menos urgência e estresse.
 
Quando permitimos que o urgente nos consuma, mantemos o status quo, sem evoluir. É preciso cuidar do importante, mesmo que seja só quinze minutos por dia. Que tal começar pelo papel pessoal e reservar um tempinho diário para os seus rituais de qualidade? Posso garantir que o resultado vai ser gratificante e valioso.
 
Escolha 2015 para iniciar essa mudança. Devagar e gradativamente, respeitando o seu perfil. A sensação de missão cumprida, aliada à motivação, é consequência natural da conciliação do urgente com o importante. Com certeza, essa postura será o principal termômetro para  direcionar o seu tempo para o que realmente vale a pena."
 
SAIBA MAIS:
Bete D'Elia é professora da Integração Escola Negócios, onde ministra o curso de Desenvolvimento de Profissionais de Secretariado e Assistentes Administrativos. Clique aqui e conheça o programa do curso. 

Comentários: